sexta-feira, 9 de junho de 2017

#weddingmode: totally on!



A wedding season já começou e que melhor forma para lhe darmos as boas vindas do que a recordar o nosso casamento e partilhar as melhores dicas para quem está a planear casar nos próximos tempos?!

Nos próximos dias falaremos, por aqui, do dia mais feliz. Daquele em que nada à volta importa, valemos nós, e o amor por quem temos ao nosso lado. E sim, estamos só a ser românticas quando dizemos que nada à volta importa... quem vos diz isso a sério, está claramente a enganar-vos! Se há dia em que T-U-D-O importa, é este. Porque sim... porque podemos dizer um milhão de vezes que o que interessa é sentirmos-nos bem e estarmos com a família e os verdadeiros amigos mas na verdade, na hora H, todos queremos um espaço giro, boa comida, um dj que arrase na pista, e sim, amigos e família muito felizes.

E se até ao momento do pedido a batata quente está na mão do noivo, quando respondemos sim o relógio começa a contar e quem fica com as mãos a escaldar somos nós. Também porque sim... Este é um dia dos dois, desejado e planeado a dois mas que na hora de escolher os guardanapos ou as toalhas de mesa quem é que toma a decisão? Nós. E é assim mesmo, e ainda bem! Já imaginaram o que seria uma mesa escolhida pelos noivos? Brincadeirinhas à parte, este é, sim, um momento para os dois, que deve sempre ser pensado a dois, e que cada passo deve ser dado em sintonia.

Por onde começar?


Por onde começar? É o que a maioria de vocês deve estar a pensar! Há sempre um início para tudo e, na minha opinião, só se está verdadeiramente noiva com uma data. No momento do pedido nada disso interessa, apenas desfrutar do momento a dois, partilhar com as pessoas mais próximas e sorrir, sorrir muito! Mas no dia seguinte, ainda meias abananadas com o acontecimento das vossas vidas, não é mal pensado começarem a magicar que dia gostariam de escolher para celebrar o vosso amor. Antes de tudo, é importante perceberem quanto tempo necessitam para organizar tudo. No meu caso, por exemplo, eu gostava imenso de casar no inverno. No entanto, como o pedido foi feito no final de Abril, achei que seria muito em cima casar em outubro ou novembro... como também não queria esperar até ao inverno do ano seguinte, aceitei que iria casar na primavera.
Aconselho-vos a pensarem se têm alguma data especial que gostariam de reforçar. Pensar bem se querem casar num dia que tenha já algum significado ou se querem adicionar ao vosso calendário uma data nova, bem especial. Eu não gosto de sobrepôr datas, quantos mais motivos houver para festejar ao longo do ano, melhor! Mas sabia que a escolher uma data teria que ser num número que me agradasse como, por exemplo, o 9. Casar a uma sexta feira era também uma ideia que me agradava desde sempre, acho que por saber que seria mais simples encontrar o espaço livre para esse dia (todas as quintas ficam com os sábados reservados logo com um ano de antecedência!) e porque sempre ouvi dizer que se consegue preços ligeiramente inferiores nesses dias, o que também seria simpático... se é verdade ou não, conto-vos tudo de seguida!
Continuando na escolha da data, o dia 9 de junho surgiu na ideia e pareceu logo uma possibilidade bem viável. Não calhava a uma sexta feira, não, mas calhava a uma quinta, véspera de feriado, o que na realidade é quase a mesma coisa! No nosso raciocínio, e para quem a-d-o-r-a comemorar datas especiais, que melhor ideia do que todos os anos ser feriado no dia seguinte ao da celebração do nosso casamento? Podemos ir jantar fora, passar um dia diferente, fazer umas mini-férias ou umas escapadinhas rápidas todos os anos e isso é música para os nossos ouvidos! Assim foi, 9 de junho, ficou escolhido!

Nos próximos dias irei partilhar por aqui todos os passos seguintes. Se houver algum assunto que saibam já que gostariam que eu falasse por aqui, deixem num comentário! É sempre bom saber o que vai nas vossas cabeças e se existem dilemas diferentes dos que eu vivi na hora de organizar o dia das vossas vidas!

fotografia: Momento Cativo

m.*

Sem comentários:

Enviar um comentário

© dois igual a três - 2013. all rights reserved. Tecnologia do Blogger.