quinta-feira, 20 de abril de 2017

Dona Emília


O fim de semana está aí à porta e, para os mais sortudos, este volta a ser dos grandes!
Este ano, o 25 de Abril pode trazer-nos a liberdade de sair de casa por 4 dias e nós temos uma sugestão para aproveitar estas mini-férias da melhor maneira.

A nossa proposta passa por rumar a norte e descobrir os encantos de uma cidade lindíssima: Viana do Castelo. A cidade onde facilmente se percebe o porquê dos conhecidos lemas "Viana é amor!" ou "Quem gosta vem, quem ama fica!". É difícil não gostar deste cantinho tão especial e tão cuidado, onde a cada momento nos surpreendemos com encantos escondidos ao virar de cada esquina. E foi num desses recantos, numa das extremidades da praça mais central da cidade que encontramos a Dona Emília Guest House.

Dona Emília é precisamente aquilo a que podemos chamar uma lenda viva. Emília Freitas, é uma conhecida personagem desta cidade, cozinheira e costureira de 89 anos afamada não só pelos petiscos que cozinha mas também por alugar quartos e cantar fado. Desde o início do ano é também o nome desta  guesthouse instalada num edifício centenário da cidade e cuidada por Nuno Freitas, seu neto. Nesta casa há três quartos no primeiro piso, todos eles customizáveis a cada reserva: individual, duplo, twin, triplo ou dormitório, e ainda três suites no último piso. E foi numa destas que ficamos, a suite Praça, a única que dispõem de terraço, com uma vista panorâmica privilegiada sobre a praça da República, Museu do Traje, montanha e templo de Santa Luzia. Todos os espaços da casa são decorados ao detalhe com móveis antigos restaurados, uma colecção particular de objectos de coleccionador e ainda peças de arte e de design de várias marcas portuguesas, aqui parceiras deste espaço. 











Por aqui a manhã começa devagarinho, sem pressas e quase sem relógio... sem a pressão do horário de pequeno almoço de um hotel nem mesmo de check-out, com as horas consertadas entre aquilo que são as necessidades do hóspede e as rotinas da casa. A sala comum é um espaço que apetece ser vivido a qualquer hora do dia, mas foi de manhã com a luz do amanhecer a entrar pelas enormes janelas que este espaço nos conquistou verdadeiramente. Aqui o pequeno almoço só pode ser tomado com tempo, a saborear os produtos frescos que nos são deixados, a aproveitar a vista magnífica sob a praça e a desfrutar do som inconfundível do vinil.









Fomos recebidos como que em casa, e foi assim que nos sentimos durante toda a estadia.
Obrigada Nuno, por nos fazer sentir como é bom fazer parte da família D. Emília.
L.<3

Sem comentários:

Enviar um comentário

© dois igual a três - 2013. all rights reserved. Tecnologia do Blogger.