sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Até lá Sintra.



Não nos podíamos despedir de Sintra sem partilhar com todos um lugar muito especial que nos ficou no coração. A Quinta Velha Guesthouse recebeu-nos no nosso último dia por Sintra, entre o castelo e o palácio, quase no cimo da serra, por entre a estrada sinuosa mas igualmente fascinante que nos leva até lá. E Sintra é isto mesmo, é feita de segredos guardados em lugares inesperados, de pormenores que nos fazem lembrar a nossa história, de uma vista para um mar fantástico que tanto caracteriza a nossa cultura. Sintra recebeu-nos de braços abertos e foi de coração cheio que de lá voltámos. E sempre que o tivermos mais vazio, iremos revisitar esta vila para o preencher um bocadinho mais.

Na Quinta Velha Guesthouse encontrámos o nosso refúgio. Na pacata vida da montanha, fizemos desta a nossa casa. Com 8 quartos distribuídos entre duas casas, é de conforto e bem estar que aqui se fala. Estão ambas decoradas com detalhes que encantam quem por lá passa e quer ficar. Se nos quartos encontramos o descanso necessário depois de grandes caminhadas pela vila, é nas áreas comuns que estendemos esse descanso por salas amplas, repletas de livros e até mesmo pequenas mesas de jogo para actividades mais lúdicas entre amigos. E é entre amigos que apetece ali ficar. Existe até uma sala com uma mesa bem grande com acesso a um terraço para tardes de verão que, temos a certeza, devem ser incríveis!














Na Quinta Velha todos os quartos são diferentes e há até uma suite com um pequeno terraço com vista para o castelo e para o palácio. Com um pequeno recanto de leitura, esse é o espaço ideal para pôr todas as ideias no lugar e apreciar o descanso merecido. A luz de Sintra invade cada quarto como que a chamar por nós para aproveitarmos mais um dia! E até nos quartos mais pequenos nada é deixado ao acaso, com detalhes que mimam qualquer um!

E é mesmo na cozinha que o pequeno almoço é servido, com delícias caseiras que vão dos bolos ao sumo de laranja natural. Também por aqui podem encontrar iogurtes naturais e cobri-los de frutas frescas, sementes ou de cereais de chocolate para os mais gulosos.

No exterior cerca-nos a serra e toda a sua calma pautada pelo canto dos pássaros e uma anfitriã de 4 patas que nos recebe a medo, entre a vergonha e saltos que a levam pela mata de onde nos observa ao longe.










L.<3
m.*

Sem comentários:

Enviar um comentário

© dois igual a três - 2013. all rights reserved. Tecnologia do Blogger.