terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Notas musicais: Michael Bublé.



Marta - No passado sábado chegou o dia tão aguardado por mim e pela Luísa há já alguns meses: o concerto do Michael Bublé no Meo Arena!
Não fomos juntas ao concerto porque a Maria Tigela L. não se apressou a comprar os bilhetes e teve que ir para outro balcão. Mas não foi por estarmos separadas que vivemos o concerto de forma menos partilhada, pelo contrário, tenho a certeza que o sentimos da mesma forma!
Como seria de esperar, o concerto foi incrível, capaz de levar às lágrimas o mais duro dos corações e às gargalhadas o mais insosso dos humores!

Luísa - Sim, foi Lindoooo!!! O Michael Bublé surpreendeu acima de tudo pelo seu sentido de humor...esperava muito deste concerto...e em nada me decepcionou (muito pelo contrário), mas realmente a maior surpresa foi a forma divertida e bem humorada como orientou todo o concerto! 

Foi mesmo a forma mais mágica de entrar neste mês de Fevereiro...



M. - E se houve magia neste concerto! O tema do amor foi levado ao extremo na mais lamechas e deliciosa das suas formas! Um dos pontos altos do concerto foi sem dúvida o All you need is Love banhado em confetis em forma de coração, vermelhos e brancos, que inevitavelmente leva toda a gente ao rubro! Esse foi o momento que marcou a viragem do concerto, até aí bem mais calmo, onde a Home foi protagonista e fez verter algumas lágrimas! 


L. - A quem o dizes...quem me conhece sabe que esse momento foi um autêntico cocktail explosivo de emoções!!! Para alguém como eu que vê a vida aos corações, e que não precisa de muito para se desfazer em lágrimas, é óbvio que uma música dessas cantada pelo Michael Bublé, com uma gigante projecção de corações no palco e explosões de confetis só podia dar numa Luísa banhada em lágrimas mas com um sorriso rasgado de orelha a orelha! Sim, porque mesmo nas músicas em que houve lágrimas, a felicidade imperou sempre! Nem que fosse pela concretização do desejo de algum dia ouvir essas músicas ao vivo...a Home foi claramente o melhor exemplo disso...





M. - Daí para a frente, o palco virou festa num tom bem mais alegre e divertido, capaz de contagiar os homens mais comedidos!
Durante mais de duas horas as emoções estiveram sempre à flor da pele, com músicas que não deixam ninguém indiferente e cantadas em uníssono, umas atrás das outras!
Tal era o mulherio emocionado que mais parecia que estávamos num concerto do Tony Carreira...mas em bom! Sim, acredito que ele, como o Buble, também comece o seu concerto a lançar fogo, que lá pelo meio atire uns confetis e que acabe o concerto a chorar! A diferença está tão somente na qualidade...e na coolness da coisa! 
O Bublé é incomparável, e sei que há quem fale em Franks Sinatras e outros que tais, mas não vale a pena compará-lo a ninguém, nem mesmo a grandes nomes do Jazz. Ele é O Michael Bublé, e tenho a certeza que nos vai continuar a surpreender e a fazer-nos chorar por mais!!! 

m.*
L. <3

1 comentário:

  1. aiiiiii que inveja meninas! EU que corri por esses bilhetes este ano e nada, tudo esgotado para o primeiro e segundo dia de concerto! Tal e qual como a uns anos quando ele veio cá, anunciado no dia dos meus ano em abril e uma semana depois nada. Invejo-vos, mas obrigada por partilharem este pequenino flash do que foi <3 Espero que tenham gostado ehehe

    www.diaryofffashion.blogspot.pt
    #S

    ResponderEliminar

© dois igual a três - 2013. all rights reserved. Tecnologia do Blogger.