quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Tangerinas

Já há uns tempos que as tangerinas e as laranjas caseiras invadiram a minha casa. Ou de casa dos pais, ou dos amigos ou dos tios, o cor de laranja é uma constante cá por casa nesta altura do ano. E este ano, mais do que nunca, decidi que tinha que fazer alguma coisa diferente com tanta laranjinha que por cá há. E as primeiras vítimas foram as tangerinas... as cascas das tangerinas!
Como se não bastasse ter a casa com tangerinas até ao tecto, resolvi que este ano ia aproveitar o máximo delas! Depois de uma larga pesquisa, a solução ficou à vista: Cascas de Tangerina Cristalizadas! E posso confessar que não gosto de frutas cristalizadas e essa é a principal razão de não tocar em bolo rei, mas estas, a estas eu rendi-me!




Não sei muito bem dizer-vos quantidades certas de nada, eu própria não cumpri à risca a receita por onde me guiei. E no fundo parece-me que não há muito por onde errar aqui!
Eu fiz pouquinhas, tive medo que isto desse para o torto, agora arrependo-me!

Ingredientes:
4 tangerinas pequenas
1 caneca de açúcar (mal cheia)
1 caneca de água (mal cheia)

Como fazer:
1- Em primeiro lugar há que retirar a casca às tangerinas. Nas receitas que vi, dizem para retirar o sumo das tangerinas primeiro, o que, à partida, me parecia muito mais difícil para descascar com precisão. Estava enganada! Comprova-se, é melhor retirar o sumo antes. Para aproveitarem a casca, têm que retirar o melhor que conseguirem da parte branca da tangerina. É ela a responsável por dar um sabor mais azedo por isso não a queremos!
2- De seguida, devemos colocar as cascas numa panela com água (não com a água que mencionei nos ingredientes!) apenas para cozer as cascas e retirar as impurezas que possam ter. Quando a água ferver, devem retirar a água e podem repetir este processo mais uma ou duas vezes. Eu confesso que fui preguiçosa e me fiquei apenas por uma cozedura. Não correu mal! ;)
3- Depois desse processo finalizado, na mesma panela, devem colocar a caneca de água e a caneca de açúcar e levar ao lume até começar a ferver. Assim que ferva, juntem as cascas das tangerinas e diminuam o lume para brando.
4- As cascas estão prontas assim que fiquem translúcidas. Este processo requer alguma atenção e paciência, as minhas levaram cerca de 50 minutos, mas como a calda de açúcar é bastante, nunca estive em perigo de agarrar ao fundo ou de ficar demasiado espesso. Se virem que no vosso caso a calda está a ficar espessa, adicionem água.
5- O último passo é escorrer as casquinhas e cobrir com açúcar. Eu deixei as minhas um dia num tabuleiro de forno com papel vegetal por baixo mas o correcto é secá-las numa peneira. Assim que vejam que já não escorrem calda, polvilhem com açúcar e guardem num frasquinho bem fechado.



O resto das tangerinas utilizei para uma pequena doçaria (menos doce do que esta!), óptima para lanches ou pequenos almoços, que divulgo já já amanhã!

m.*

Sem comentários:

Enviar um comentário

© dois igual a três - 2013. all rights reserved. Tecnologia do Blogger.