segunda-feira, 28 de julho de 2014

Hotel Lusitano

Enquanto as férias não chegam, que melhor pretexto que um casamento no ribatejo para dar uma escapadela até à Golegã?

A chegada ao hotel fez-se já tarde, e antes de poder espreitar qualquer cantinho do Hotel Lusitano, a primeira coisa de que nos apercebemos é mesmo a simpatia e a amabilidade de quem nos recebe. Bem à entrada, um cuidado, uma delicadeza imensa que nos faz sentir em casa. E é mesmo esse o conforto que os pés pedem depois de um dia em cheio!


Bem antes de nos conduzirem para os quartos, é feita uma breve apresentação do Hotel e podemos dar uma espreitadela em áreas comuns intimistas, dignas de um hotel de charme. É disso que se trata.






Chegada ao quarto, facilmente se percebe que toda a atenção dada aos espaços comuns é também priveligiada nas áreas reservadas com grandes áreas e pequenos detalhes.



A cama é enorme e confortável, o chão de madeira lembra-nos que não estamos num hotel qualquer, que estamos algures entre o rústico e o elegante, entre as oliveiras e os cavalos...










A pequenina janela bem em frente à cama não deixa esquecer que estamos no ribatejo. A luz vinda do exterior é fantástica e torna tudo ainda mais acolhedor (se é que é possível!).





Espreitando pela janela vêem-se os telhados antigos, a igreja, palmeiras que nos levam a um imaginário exótico. Nada há mais alto que aquela janela a não ser a montanha bem lá no fundo!


Ás vezes sabe bem fugir da nossa rotina, conhecer novos sítios e desfrutar de estadias assim. 

Pena o tempo ser curto para todos os prazeres que o hotel tinha para oferecer... tem um spa que soa maravilhoso mas que infelizmente não pude usufruir.






Ao que parece as baterias estão recarregadas para aguentar até às verdadeiras férias que não tardam em chegar! :)


m.*

Sem comentários:

Enviar um comentário

© dois igual a três - 2013. all rights reserved. Tecnologia do Blogger.