quarta-feira, 4 de março de 2015

Finalmente conhecemos o Mr Grey!


Já meio mundo e o outro conhecia o Mr. Grey, faltávamos nós que (finalmente!!) o conhecemos esta semana! Acho que podemos dizer que a expectativa não estava no auge como na maioria das pessoas do sexo feminino... ainda andávamos nós na saga dos filmes dos óscares e quase éramos abalroadas à entrada do cinema pelo mulherio histérico... não somos assim... mas tínhamos curiosidade como qualquer outra pessoa que se diga normal. Não lemos os livros, a L. bem que tentou mas meia dúzia de páginas depois passou o livro a quem estivesse mais interessada do que ela. E talvez por isso até gostámos do filme, porque não lemos a história, porque não criámos um Mr. Grey na nossa cabeça, porque não íamos com expectativas elevadíssimas...



Eu tenho que dizer que o início do filme para mim foi do mais básico que há, os diálogos então... mas com a evolução da história fui aos poucos ficando mais e mais agarrada. E não posso dizer que não tenha ficado chocada com algumas cenas do filme, não. Porque fiquei. Não nas cenas de sexo que essas foram leves mas a parte da violência em si deixa-me um bocado desconcertada. Porque sempre achei que isso viria sempre num contexto sexual mas algumas vezes foi simplesmente pela violência pura. E isso faz-me confusão. Na minha boa ignorância do que seria o sadomasoquismo sempre achei que pressupunha algum tipo de actividade sexual pelo meio, e corrijam-me se estiver errada mas não é essa a ideia que passam no filme.

Mas gostei, no final de contas o balanço é positivo, por um motivo muito concreto: quero muuuuito ver o próximo filme! E é isso que me leva a crer que o filme está muito bem feito, é que o final é fantástico, deixa tudo em aberto e ficamos mesmo irritadas de não termos a sequela já já na próxima semana! Alguém que diga àqueles senhores para se despacharem porque nós queremos muito ver como se segue a história, sim, porque lembro-vos que nós não lemos os livros (nem vamos ler!)...

Nós não vimos o filme no mesmo dia. A L. apressou-se e mal o filme acabou escreveu-me: despacha-te a ver o filme, o fim matou-me! Claro que quando vi o filme, dois dias depois dela percebi tamanha revolta. Por isso, se houver ainda alguma alma penada que não tenha visto o filme nós dizemos que vale a pena.

E a banda sonora? É fantástica... já pela blogosfera tínhamos ouvido falar muito muito bem dela mas a verdade é que só entende quem vir o filme... e agora sim, temos a playlist do spotify a tocar em loop... vezes e vezes sem conta! É muito bom!

m.*

Sem comentários:

Enviar um comentário

© dois igual a três - 2013. all rights reserved. Tecnologia do Blogger.