sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Mercado de Campo de Ourique


Já sabemos que os mercados estão na moda e isso agrada-nos bastante!
Há melhor do que ir conhecer uma cidade europeia, esbarrar com um mercado e ficar por lá retida em todos aqueles aromas a almoçar?
Cá em Portugal já começamos a ter alguns mercadinhos que tentam imitar esta prática mas nenhum me soube tão bem como o Mercado de Campo de Ourique.






E foi mesmo retida em aromas que por lá fiquei! Tem tudo tão óptimo aspecto, cheira tudo tão bem, que é mesmo difícil escolher!
O mercado é pequenino mas amoroso e o espaço está muito bem aproveitado! Ao centro ficam os restaurantes e a área de mesas, nas laterais ficam as bancas tradicionais. E é isso que é bom ali. Comemos rodeados de bancas de frutas, legumes, flores, doces tradicionais, especiarias.
Não existem tabuleiros (o que me parece maravilhoso que para isso vou ao shopping!) e as mesas são pequeninas onde tentamos (e conseguimos!) organizar os pratinhos de cada canto!
O conceito do mercado é mesmo ir buscar a cada tasquinha o que se quer comer ou beber por isso cada uma é especializada em alguma coisa e não há misturas!





Já tinha lido no blog do casal mistério sobre a carpaccearia e sabia que era por lá que me ia deliciar!
Pareceu-me muito bem começar a refeição por um carpaccio de salmão acompanhado de salada de alface e rúcula, cebola roxa cortada aos cubinhos e alcaparras. Tudo isto regado com um maravilhoso molho de azeite e lima e acompanhado de tostas de pão alentejano.

Todos os outros pratos tinham um aspecto delicioso e fiquei com a pulga atrás da orelha para provar o carpaccio de polvo e os bifes tártaros! Lá terei que arranjar uma desculpa para voltar a Lisboa e de alguma forma ir lá parar outra vez!





Para beber a escolha não foi nada difícil! A champanheria conquistou-me com uma sangria de maracujá e manjericão que estava simplesmente fantástica e acompanhou na perfeição cada petisco.




No meio de tantas tasquinhas decidimos apanhar um Atalho, maravilhosamente cheiroso que conquistava cada pessoa que passava. Este é um espaço de carne, onde podemos escolher a carne que queremos para levar para casa ou comer por lá. O cheirinho a churrasco é mesmo aliciante, tudo tem um aspecto divinal. Olhando à nossa volta facilmente se percebe que vamos lá parar quando não paramos de cobiçar o prato do vizinho.

Comi secretos de porco preto acompanhados com umas batatas fritas muito boas e salada. A carne estava fantástica, os acompanhamentos também.

E mais que satisfeitos lá rumámos ao Porto, na certeza que um dia iremos voltar para dar oportunidade às outras tasquinhas de nos conquistarem assim! Do marisco ao leitão, sem deixar de passar pelo sushi, empadas e hambúrguers, são mesmo muitas as opções de escolha!

m.*

1 comentário:

  1. O Mercado de Campo de Ourique é óptimo porque tem uma vibe muito familiar... Muito acolhedora! :) Adoro ir lá.

    ResponderEliminar

© dois igual a três - 2013. all rights reserved. Tecnologia do Blogger.