terça-feira, 30 de setembro de 2014

Porto.

Porto. A nossa cidade. Viu-nos nascer, fez-nos crescer. 
De todas as cidades, o Porto. A única que mesmo cinzenta é bela. A que nos faz aguardar um ano inteiro para estarmos de olhos voltados para o céu, a lançar o balão que nos ilumina naquela noite. A que nos dá a alegria genuína das ruas da ribeira, a que nos oferece um vinho único no mundo, de um rio que nos espera sempre que voltamos a casa... E como é bom atravessar a ponte depois de uns tempos fora... Basta vê-lo que nos sentimos em casa... no nosso Porto, seguro! 
Que nos recebe tão bem na cidade como à mesa! Com a francesinha que nos preenche a alma (e a barriga!) e as tripas que fazem de nós, aos olhos dos outros, pessoas que comem coisas estranhas! E como nós gostamos! 
De passear pelos jardins de Serralves, de ver a outra margem nos jardins do Palácio... De descobrir a nova rua das flores e subir até à nossa Avenida dos Aliados... E deixarmo-nos ficar, até nos perdermos naquelas ruelas, à noite, com amigos... E acordar no dia seguinte e ver o mar, na foz...

Porque esta é a cidade que nos acolhe, de que nos orgulhamos. Somos do norte, somos do Porto. E o Porto tem cara nova! E como nós gostamos! O Porto volta a ser azul outra vez! Que, fora referências clubísticas, é assim e pronto! E como é bom ver a nossa cidade com uma imagem nova, actual, que nos vai aproximar do mundo. Que vai passar um bocadinho mais da nossa cultura aos outros! 


Porque até hoje os outros não entendem... Não sabem o que é ser Porto além de uma cidade bonita... E nós, sinceramente, também não sabemos explicar. Porto é Porto. Ponto.





m.*





1 comentário:

  1. Que belo texto. Estive no Porto com o meu marido que não é português há duas semanas atrás. Apesar de já ter estado no Porto antes, sinto que o vivi pela primeira vez nesta visita. Vamos voltar e talvez até por uma estadia mais prolongada!

    ResponderEliminar

© dois igual a três - 2013. all rights reserved. Tecnologia do Blogger.