sábado, 29 de março de 2014

Fim de semana musical #1

Depois de uma semana a mil de um lado para o outro, ontem foi dia de acabar a semana ao som de Rui Veloso num concerto que há muito queria mas que vergonhosamente nunca se tinha proporcionado!

Num coliseu com mais espectadores do que lugares (à pinha entenda-se!!) o público, com uma idade média que devia rondar praticamente os cinquenta anos, começou calmo como as músicas de abertura, do tempo em que o mundo ainda nem me conhecia, sempre com letras geniais e que fazem sorrir qualquer um! Porto Covo foi a primeira capaz de aquecer!


Daí para a frente seguiram-se todas as músicas que queria ouvir e que relembraram a minha infância de uma forma muito especial! 

Quando era ainda pequenina não me lembro de cantar outra coisa que não fosse Rui Veloso... Nas intermináveis viagens para visitar os avós a Viseu (que era bem mais longe do que é agora!) só autorizava uma cassete no rádio e era essa mesmo! Entre Anel de Rubi e Estrelas no Céu, era essa a banda sonora que me levava até lá e era, evidentemente, a que ficava na cabeça e que levava à exaustão quem estivesse ao meu lado nestas cantorias! Não sabia eu cantar outra coisa, e aparentemente estas seriam as únicas músicas em que eu conseguia ser verdadeiramente fiel à letra, tudo o resto que fugia do repertório Rui Veloso era inventado... E que bem inventado!!
Numa altura em que o banco de trás do carro ainda me deixava deitar bem esticadinha, as estrelas no céu passavam e eu cantava... E a minha avó que já não me podia ouvir...


Ontem, sentada naquela sala, senti-me a reviver todas essas viagens, toda a minha saudade daquela que não me importava que viesse a ser a minha cidade um dia porque me sinto muito parte dela! E no meio de algumas músicas que desconhecia, dei por mim completamente vidrada em textos deliciosos que viciam qualquer um! Foi de certeza isso que me conquistou em pequena! Histórias de amor contadas como ninguém, com um humor genial e uma graça que só ele!

Claro que chegada a Anel de Rubi já não havia Rui Veloso para ninguém! Havia uma plateia ao rubro. Ponto. Estrelas no Céu? Ele não precisava de dizer uma palavra! Porque estas músicas são tão minhas como de qualquer pessoa naquela sala... 

E ao fim destes anos todos posso finalmente parar de me penalizar por nunca ter estado num concerto do Rui Veloso, posso viver sem esse peso na consciência que fazia de mim uma pior pessoa! Hoje estou mais leve e mais preenchida ao mesmo tempo e esta é sem dúvida a melhor forma de entrar no fim de semana!! :)


 m.*

Sem comentários:

Enviar um comentário

© dois igual a três - 2013. all rights reserved. Tecnologia do Blogger.